10
Jan 09

Um dia quando era mais nova fui conhecer a chácara de um namorado da minha mãe. Ele era uns 40 anos mais velho que ela. Estávamos conversando sobre a natureza e as coisas que o homem faz com ela, eu o disse que prendiam as borboletas, que as caçavam como se fossem perigosas, depois com a ajuda de alfinetes as colocavam em quadros pra ficar olhando e diferenciando as espécies. Lembro que ele me olhou com espanto, e com um sotaque meio caipira disse “Num pode uaii, fazer isso com umas coisa tão linda, tem que deixar as borboleta avoar pelo céu”. No dia eu achei graça, o seu jeito meio bobo de falar, as idéias tão bonitas e ingênuas que ele tinha sobre liberdade. Depois entendi que a boba era eu.

A gente não sabe amar, ensinam de maneira errada, ou escravizamos ou somos escravizados, não aprendemos a deixar o amor livre, queremos ele como as borboletas em seus quadros. Como os passarinhos numa gaiola.
Minha vó todo dia acordava cedo e jogava arroz no quintal, era o seu jeito de chamar os passarinhos pro café da manhã, e ficava conversando com eles. Um dia ela estava triste, quando eu perguntei porque ela disse “O brilhoso, um passarinho todo pretinho não apareceu hoje pra comer”, então eu falei “porque a senhora não prende os passarinhos na gaiola assim vai saber que estão sempre bem, e vai tê-los perto”. Ela me disse que não queria eles tristes e por isso não os trancava, deixava arroz pra aconchegá-los, só isso. Tem gente que gosta tanto do canto do passarinho que põe ele numa gaiola pra ouvir seu canto sempre que quiser. Enganam-se, canto de coração preso é tristeza, solidão e acima de tudo saudade de liberdade, de voar pela imensidão do céu, de ir pra onde quiser. Canto mais bonito é quando ele voa tanto que esta cansado de voar, eu não sei falar passares, mas sinto que aquilo é alegria.
Há quem ame assim, prendendo tudo aquilo que ama achando que assim será feliz, amando de maneira egoísta, pensando apenas em si. Mas amor, verdadeiro, puro, amor que palavra nenhuma explica são como os passarinhos da minha vó, mesmo quando não tem arroz ele vem pra ouvir a voz dela.
Uma garota que eu nunca vi na vida, que nunca falou comigo, me mostrou que o amor é liberdade. Em sua forma mais simples e também mais confusa. Eu aprendi a amar assim, errado: Com eus te amos, eus te quero, sem saber que amor também é sacrifício, não é se amar menos que ao outro, apenas ama-ló de um jeito diferente. Deixando que ele seja feliz ainda que não com você.
E eu amo. Esse cara, esse homem, esse amigo. Que mesmo sem saber me ensinou muito mais estando longe.
Sempre fui persistente, em casa,nos estudos, com meus amigos e achei que com o amor também era pra ser assim esforçada, resistente, mas esta errado. Quando duas pessoas se amam elas simplismente ficam juntas porque não existe obstáculo que não possa ser superado. Em alguns casos o amor adormece dentro da gente, fica esperando aquele alguém voltar, e o tempo passa, e a vida anda, o amor não acaba se é verdadeiro ele se afoga em suas lembranças. Pra voltar quando os dois estiverem prontos.
Eu não quero mais tentar prender quem eu amo, com minhas paranóias, meus medos, desejos. Agora estou reaprendendo a amar, pra me deixar ser amada. Sei que não estou totalmente certa, mas nem quero estar sempre certo é um saco, eu quero errar, muito e sempre pra poder aprender.
Amor é como passarinho tem quer ser criado solto. Livre de si mesmo. Voando sob todos os medos, encarando o horizonte que não chega nunca, mas esta logo ali na frente. Eu vou continuar te amando.
Eu sei que vou te amar – Tom Jobim e Vinicius de Moraes
Eu sei que vou te amar
Por toda a minha vida eu vou te amar
Em cada despedida eu vou te amar
Desesperadamente, eu sei que vou te amar
 
E cada verso meu será
Prá te dizer que eu sei que vou te amar
Por toda minha vida
 
Eu sei que vou chorar
A cada ausência tua eu vou chorar
Mas cada volta tua há de apagar
 O que esta ausência tua me causou
 
Eu sei que vou sofrer a eterna desventura de viver
A espera de viver ao lado teu
Por toda a minha vida
 
Possuímos poucas certezas na vida. E nem todo  dinheiro do mundo pode comprar a certeza que carrego comigo.
publicado por serenaatedemais às 00:26
Precisando de : apaixonada
Ouvindo: Eu sei que vou te amar - Tom Jobim
tags:

3 comentários:
Gostei muito e vou sublinhar algumas partes:

"Em alguns casos o amor adormece dentro da gente, fica esperando aquele alguém voltar, e o tempo passa, e a vida anda, o amor não acaba se é verdadeiro ele se afoga em suas lembranças. Pra voltar quando os dois estiverem prontos.";
"eu não sei falar passares, mas sinto que aquilo é alegria.";
"Mas amor, verdadeiro, puro, amor que palavra nenhuma explica são como os passarinhos da minha vó, mesmo quando não tem arroz ele vem pra ouvir a voz dela."

Eu quero amar assim e ser amado. É um desejo que sinto na minha vida...sempre senti e acho que ninguém vai tirar isso :) Muitas pessoas dizem que por causa disso eu vivo num mundo de "ilusão", mas até hoje eu nunca achei isso.

Eu quero ter uma pessoa que eu pense todo dia, que eu me preocupe, que eu ensine muitas coisas (desde experiências de vida até coisas simples), que eu aprenda com ela, que eu consiga apreciar o seu doce sorriso todos os dias, que eu....(etc, etc, etc). E a recíproca é verdadeira! Afinal, tem que se preocupar comigo também...Como eu te disse uma vez, eu nunca me senti "especial" na vida (faz muito tempo...ainda lembra dessa conversa? =P)...

Olha, eu poderia dizer tanta coisa aqui, mas tanta coisa...mas só me sobram 3100 caracteres e além do mais, apenas palavras não conseguem expressar 100% o que eu penso/sinto...
Arthur a 10 de Janeiro de 2009 às 06:31

muito lindo......e pra qm ta apaixonado como eu então....
endless love a 24 de Abril de 2009 às 18:38

Só posso agradecer pela compreensão dos meus frágeis sentimentos. Espero que tenha sorte com a sua paixão moça :)

Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
28
29
30
31


Frio de tão velho
Alguma coisa sobre mim
pesquisar neste blog
 
links
blogs SAPO