12
Set 08

Sempre tive um objetivo na vida. Amar. Porque acreditava que isso era bom, mágico e simples.

De repente tudo mudou de uma maneira assustadora e triste.

Porque quando vc ama alguém mas não esta apaixonada por essa pessoa, o seu coração não sabe o que dizer, ou tentar explicar o porque da "não paixao". E você se ve gostando de alguém que parece que naum dá a mínima pra você. O pior é quando você sabe que isso é verdade.

Pra um eu existo, como pessoa, sou vista, ouvida, repreendida e adoro isso. As bronquinhas tão íntimas e protetoras que ouço com um sorriso no rosto, porque acho o máximo até o mau-humor dele.

Mas para o outro eu sou, não sei o que, talvez não seja nada. talvez seja uma foto, um desenho, uma frase, uma tentativa de humor. E os obrigados dele  pelo meu carinho são tão pólidos, e ao mesmo tempo que são engraçados, são frios.

Como quem trabalha no mercado e prega o sorriso no rosto logo pela manhã e decora - Bom dia seja bem vindo ao nosso mercado Porcaria Nenhuma!-é assim que ele me trata, e quando eu sinto que me aproximei, ele se afasta.

Em dois mundos diferentes. Eu sou de Lua e ele, talvez de marte. Com gostos tão parecidos, e esse problema da minha necessidade idiota de me tornar a amiga compreensiva e parar de ser a doce menina, eu pioro a situação. Tento adivinhar seus gostos, reparo no seus modos, sonho com os detalhes de um dia que nunca vivemos.

Nunca olhei fundo em seus olhos e tive aquela sensação estranha de saber o que ele esta pensando,  ou ouvi sua voz sendo sussurada no canto do meu pescoço.

  E por isso as vezes sinto que ele também não existe pra mim. Sem seu perfume em minha roupa, abraço reconfortante ou filosofia barata.

Não existe nada, além de mim lutando a favor de uma coisa que envolve duas pessoas. E o amor que era o meu tudo, meu ar, meu chão, minha fundamento de vida, vira bobagem, besteira, brincadeira de boneca, idiotice. É quando eu tenho certeza da derrota, porque ninguém mais acredita no amor, na verdade, ou na liberdade que só ficam no papel.

Todos os malditos livros que eu li sobre isso, as ridículas musicas que cantei, os filmes estúpidos que apenas alimentaram meus sonhos de beijos apaixonantes foram perda de tempo, porque o bom mesmo é ficar com quem não se quer, é casar porque casar é bonito, e dar porque é saudável ..

e fechar os olhos antes de dormir e pensar no homem que amo com  ar de "nunca seria possível".

 

Eu tenho duas opções :

Admitir que estou apegada a algo que eu não posso controlar, e desistir de acreditar nessa paixão de 6 meses que vem me deixando sem rumo.

Ou apenas esperar, mais um pouco (que parece infinitamente muito quando não se sabe quanto tempo mais vai durar) pra alcançar o prêmio final que é a existência com base no amor apaixonante de alguém que eu sinto que nasci pra viver junto.

 

P.S:. Minha TPM faz isso aqui parecer com "Sofrimentos do Jovem Werther" quem não leu, arrume um bom psicólogo pra ler. o livro é bom só que mais triste que reunião de Emos em enterro. (dramaticíssima como sempre.)


Vejam a tradução da musica aqui embaixo..se kiserem claro!.

publicado por serenaatedemais às 02:36
Precisando de : cega de ....
Ouvindo: I found a reason - Cat Power

Setembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
16
17
18
20

21
22
23
24
25
26

28
29


subscrever feeds
Frio de tão velho
Alguma coisa sobre mim

ver perfil

seguir perfil

6 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links
blogs SAPO